Sobre a Nostro Pet Canicross

Nosso projeto de equipamentos para Canicross surgiu em meados de 2012, com a antiga sociedade na empresa chamada AK DOG, que desenvolvia equipamentos para prática de Mushing e esportes relacionados ao Sled Dog. Com a dificuldade de encontrar equipamentos para praticar Canicross aqui no Brasil, pois a maioria dos equipamentos só podia ser comprado fora do país, surgiu a ideia de começar a fazer acessórios de qualidade, confortáveis e seguros. Com isso, a AK DOG ganhou grande notoriedade em todo o país, no que se referia a equipamentos e acessórios para Mushing e Canicross.

No final de 2016, a AK DOG sofreu uma alteração na sociedade, teve a marca reformulada e passou a se chamar NOSTRO PET EQUIPAMENTOS PARA CANICROSS. Mas tudo isso sem perder a qualidade e o conforto, trazendo muitas inovações e melhorias em nossa linha de acessórios. A NOSTRO PET CANICROSS traz para cães e donos radicais, a Linha NOSTRO SPORT de equipamentos, como: arneses e peitorais de tração (Arnês X-Back), guias resistentes, cintos de Canicross, coleiras, dog tags para identificação, peitorais anti-puxão para treinamento e diversos equipamentos e acessórios para quem gosta de passear e praticar esportes com seus cães, reforçando ainda mais a conexão entre cão e dono. Os produtos da linha NOSTRO SPORT são adequados para cães de pequeno, médio e grande porte, fabricados com nylon resistente, leve, revestidos com neoprene confortável e lavável. Temos os melhores equipamentos para Canicross, Bikejoring, Skatejoring e Rollerjoring do Brasil!


Os peitorais e arneses da Nostro Pet Canicross são feitos com muito carinho, pensando no conforto e na segurança de seu cão. O arnês, bem como os principais pontos de força do peitoral, não possuem emendas, para evitar rompimento por conta da força exercida na tração. As costuras, das tiras de apoio e de regulagem, são reforçadas. Feito em nylon e com forração em neoprene, o arnês tem resistência e é confortável ao mesmo tempo. Além de lindos e exclusivos, nossos equipamentos são feitos no molde internacional, o mesmo utilizado em competições de Canicross na Europa.

 

A Nostra Família

 

E para iniciar a apresentação da Equipe Nostro Pet Canicross, temos a nossa primogênita, nossa velhinha brincalhona. Apesar de seus quase 11 aninhos, ela não deixa de ser a mais bebezona da casa. Recebeu a todos os seus irmãos catioros sempre de forma muito espontânea e amorosa, mas se você for um humano, tenha paciência, pois a Chamusca não confia muito nesta espécie e poderá levar um bom tempo para ganhar sua confiança.

 

 

 

 

 

A "02" da Equipe Nostro Pet Canicross se chama Brisa. Ela chegou dois anos após nossa primogênita e eram tão parecidas que brincávamos que eram gêmeas. Porém, o tempo passou e ela se tornou nossa "Grandona", sempre muito calma e carinhosa. Contudo, tem suas manias, adora correr sozinha em volta do pátio, como se estivesse numa competição mesmo. Se deixarmos fica o dia inteiro correndo. Apesar do tamanho, morre de medo de tempestades mas é tão doce e suave como seu próprio nome diz, uma Brisa.

 

 

 

 

 

 

 

Em 2012 chega nosso terceiro componente da Equipe Nostro Pet Canicross. Me deparei com o anúncio da ONG Patas Dadas onde um cão com problemas de pele que exigiriam tratamento contínuo. Ele tinha uma carinha triste e por coincidência tinha o mesmo nome que eu, Guilherme. Além do nome, outra coisa que me chamou a atenção foi o título do anúncio, que perguntava: “Você só vai me querer quando eu estiver lindo?”
Foi neste momento que pensei, a equipe vai aumentar. Mesmo com todas as dificuldades e o estado em que se encontrava, eu sabia que precisávamos ajudá-lo. Ele chegou, foi tratado e muito amado por todos.
Seu tamanho e sua expressão assustava todo mundo, porém, por trás daquela carinha sofrida, existia um cão calmo, amoroso e muito companheiro.
Ah! Para não dar confusão na hora de chamá-lo, tivemos que trocar seu nome. Foi batizado então de Hiro, que em japonês significa: grande, grandioso. 

 

 

 

 

 

Em 2013 chegou a Estrela, nossa quarta integrante da Equipe Nostro Pet Canicross. Eu trabalhava a 40 Km de casa e deixava o carro em um estacionamento particular. Eu costumava descansar no carro ao meio-dia e uma certa vez vejo esta pequena chegar de mansinho, como se já me conhecesse. Como estava calor, a chamei para entrar no carro e para minha surpresa ela entrou. Ela estava um pouco suja e de tão cansada que ela estava, dormiu ali mesmo. Perguntei ao dono do estacionamento se ela era dele ou se sabia se tinha dono e ele me falou que nunca havia visto pela localidade. Não tive dúvidas, ela iria voltar pra casa comigo. Como sempre digo, não escolhemos nossos cães, eles que nos escolhem e esta foi a Estrela que caiu do céu direto em nossas vidas.

 

 

 

 

 

 

A quinta integrante, a Monalisa, e o sexto integrante, o Marmaduke, chegaram juntos a Equipe Nostro Pet Canicross. Resgatamos uma família que perambulava em uma avenida movimentada, eram a mamãe e seus três filhotes, correndo o risco de serem atropelados. Com a ajuda de um motorista de ônibus que parou o veículo trancando o fluxo de carros, conseguimos pegar estas lindas criaturinhas. Os dois irmãos de Duke foram doados mas ele e sua mamãe, Monalisa, foram ficando, até que resolvemos adotá-los. Estes dois não se separam nunca e continuam com o mesmo carinho, doçura e amor. A eterna mamãe Monalisa e seu filhote Marmaduke.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E para finalizar, nosso sétimo integrante da Equipe Nostro Pet Canicross. Há aproximadamente um ano atrás, num dia normal, saímos cedo de casa, como sempre fazíamos, porém neste dia atrasamos 5 minutos. Ao dobrarmos a esquina de casa nos deparamos com este cãozinho indefeso no meio da rua, sentado e paralisado, com o olhar fixo. Ele tinha acabado de ser atropelado, conforme relatos de vizinhos. Descemos do carro e constatamos que ele estava bem machucado, sangrando e não movimentava as patas traseiras. Levamos imediatamente ao pronto atendimento onde, após alguns exames, foi constatada fratura na pelve, no acetábulo esquerdo e, o que menos queríamos, uma fratura na coluna. Para o traumatologista ele tinha poucas chances de voltar a andar, mesmo que fizesse a cirurgia. Porém, havia uma médica, a Dra. Rosane, que nos perguntou se queríamos tentar a acupuntura e a terapia neural. Aceitamos na hora! Foram alguns meses imobilizado no que chamávamos de "cadeirinha" e muitas sessões com a Dra. Rosane. Sempre digo que fizemos nossa parte, mas de nada adiantaria se não fosse o trabalho da pessoa mais querida que já conheci chamada Rosane, da vontade Dele, nosso papai do céu, e de nosso lindo cãozinho pretinho. Hoje ele tem uma vida praticamente normal, caminha, corre e pula por toda casa. Este serzinho temperamental, brincalhão e carinhoso foi então batizado de Bambino (criança em italiano), tornando-se o caçula da casa.

 

 

 

Nos siga também no Youtube:

Nostro Pet, porque seu melhor amigo também é nosso!